Relação entre marcas e bloggers. Avizinham-se ares de mudança?


Seria absurdo negar que os bloggers são grandes prescritores de produtos e serviços. Um público influente que nos últimos anos foi ganhando mais protagonismo na estratégia de comunicação de marcas de moda, beleza e consumo.

A relação entre os bloggers e as marcas é a cada vez maior e mais ambiciosa, levando a cabo todo o tipo de colaborações comerciais: desde ser a imagem de uma campanha publicitária, passando por serem convidados para apresentações exclusivas ou lhes enviarem uma série de produtos para que os possam experimentar ou introduzir no seu outfit.

O mundo blogger está a viver um boom sem precedentes, no qual o Instagram teve um papel determinante. Quem tem tempo para ler as centenas de posts que são publicados diariamente nos blogues de moda e lifestyle?

Neste momento, o mais importante é a imagem e o imediatismo que proporciona esta rede social que, ao mesmo tempo, oferece a oportunidade aos influencers de se diferenciarem do resto de forma mais direta e ainda de mostrar ao púbico – e às marcas- a sua capacidade de influência e interação com os seus consumidores.

E aqui é que os números disparam, pois há bloggers e instagramers que chegam a ganhar milhares de euros por tirar e partilhar uma única fotografia na qual aparece uma marca. Danielle Bernstein, com 22 anos e autora do blogue We wore what, explicou que, para publicar uma fotografia patrocinada na sua conta de Instagram – que conta com mais de um milhão de seguidores- tem estabelecida uma tarifa dentre 4.500 e 13.500 euros por foto, segundo os termos do acordo.

Sem dúvida, estes são números que para muitos podem parecer exorbitantes, mas cada vez há mais marcas dispostas a pagar.

Que haja influencers que convertam o seu blogue e redes sociais na sua fonte principal de rendimentos não é nenhum segredo. Também não é ilícito. Mas é preciso ter bem claras as regras do jogo…

Muitas das publicações que se fazem nos blogues ou nas redes sociais não estão estritamente identificadas como publicações patrocinadas, pelo que poderíamos estar a falar de publicidade encoberta. E as autoridades estão a começar a reparar nisso.

Um exemplo é o caso de Songs of Style, que recentemente assinou um contrato de um ano de duração com uma conhecida empresa de maquilhagem, pelo qual a blogger receberia 500.000 dólares em troca da criação de uma série de conteúdos e assistir às suas apresentações enquanto embaixadora.

Por muito que a blogger tenha anunciado aos seus seguidores a colaboração com a dita marca através de uma publicação, a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos considerou que a influencer não estava a cumprir as normas da Comissão ao não especificar em cada publicação que existia uma relação comercial com a marca. Um facto não isolado, pelo que não é difícil encontrar outros exemplos.

Aproximam-se ares de mudança?


Laura Montaner Bosch

Periodista en Barcelona, apasionada de la comunicación. Máster en Comunicación Corporativa Integral y con ganas de aprender cosas nuevas día a día. Me podéis encontrar en el departamento de Marcas de Atrevia.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  Acepto la política de privacidad

WordPress Video Lightbox Plugin

Send this to friend